E se o furacão vêm?

 

 

Dicas de MiamiGuia de Miami

 

A passagem do Furacão Irma, em Setembro de 2017, nos demonstrou a necessidade de compilarmos as informações e dicas mais importantes para quem está visitando nossa região exatamente quando nos encontramos em um alerta de tempestade. Já fizemos um post sobre a Temporada de Furações – que você pode conferir clicando AQUI – mas ficou claro que necessitávamos listar dicas mais diretas e práticas…

A vida na Flórida nos faz conviver com o risco dos furacões e grandes tempestades tropicais… são fenômenos que aprendemos a não temer, mas sempre respeitar. O pico da temporada de furacões é entre o dia 15 de Agosto até 15 de Outubro e é exatamente para quem está planejando estar por aqui, nessa época, que recomendamos as dicas abaixo:

INFORMAÇÃO
Nenhum furacão chega de surpresa. Esses sistemas são acompanhados desde a sua formação no litoral da África, e diversos modelos podem prever – com certa acuracidade – a potencial trajetória e SE / QUANDO o fenômeno pode impactar a região que você está visitando. Essas previsões tendem a ter um acerto muito maior quando faltam 3 dias para o impacto.
Os reports oficiais são emitidos pelo Centro Nacional de Furacões (para o website, clicar AQUI), na forma de diversos boletins diários.

DECISÃO
Se você não está na Flórida, mas está para vir e as notícias são de que existe a possibilidade de um furacão passar por aqui – exatamente nos dias que você estaria nos visitando – nossa recomendação é que você contemple a idéia de modificar seus planos de viagem. Não é uma decisão de segurança – isso não estamos colocando em jogo, pois nossas autoridades sabem como providenciar isso – mas sim, para o seu conforto.
Se você está na Flórida, a sua decisão será entre optar por viajar para outro estado (fora da rota do furacão) ou por buscar um lugar seguro. Para quem prefere se dirigir para outro estado: faça-o até o quinto dia antes do furacão chegar… lembrando que todas as passagens aéreas são muito disputadas em uma situação como essa…

VOU FICAR NA FLÓRIDA
Lembre-se que, na passagem de um furacão, a maior parte da destruição e a quase totalidade das fatalidades, ocorre por conta da elevação do nível do mar (o que chamamos, em inglês, storm surge) – não são os ventos que promovem os efeitos mais destrutivos, mas sim as inundações. Sendo assim, a regra mais fundamental de todas: EVITE AS ÁREAS COSTEIRAS E ORLAS!
Só nesse ponto, você irá cobrir boa parte de sua segurança.
Se você está planejando ficar na Flórida e esperar a passagem de um furacão, escolha um local mais para o interior do estado, preferencialmente a mais de 10 milhas da parte costeira. Se você está na região de Miami, você nem precisa ir muito longe – pode tentar algum hotel na região de Plantation / Sunrise – ou então, pegar a estrada e subir até a região de Orlando.
Mas o mais importante: essa opção têm que ser tomada, repetindo, até o quinto dia antes do furacão chegar … aqueles que deixam para o último instante, não poderão achar vagas em hotéis e terão que enfrentar congestionamentos enormes nas estradas.

NÃO EXISTE CERTEZA NAS PREVISÕES
O erro mais comum que costumamos presenciar: “ouvi no noticiário que o furacão irá passar, com certeza, na cidade “x””… Isso não acontece assim e duvido que algum noticiário, aqui nos EUA, se aventure a manifestar uma certeza em uma rota de um furacão. A regra é simples: os modelos são mais precisos quando faltam uns 3 dias para a passagem do furacão e, MESMO ASSIM, podem errar na última hora… São muitos os exemplos disso … Sendo assim, não adianta ficar mudando de lugar a cada previsão. Melhor ficar no seu hotel / casa / abrigo e encarar o risco da tempestade passar por perto – se você seguiu o conselho de ficar longe da parte costeira, isso por si só já garante muita segurança.

QUANTO MAIS TERRA, MELHOR!
Os furacões precisam estar passando por superfícies de água (e estas têm que estar quente) para manter sua intensidade… toda vez que existe a interação com terra, por menor que esta seja, o fenômeno perde força. Por isso, é muito importante repetir que a melhor opção de refúgio será sempre “inland”, ou seja, no interior. Mesmo que o caminho do furacão aponte para onde você está, se você estiver no interior, ele chegará mais fraco e – mais importante – sem inundações.

EXEMPLO DE UMA ESTRATÉGIA
Moramos em Miami e quando soubemos da possibilidade do Furacão Irma nos atingir, adotamos a seguinte estratégia:
– 6 dias antes da passagem do furacão, fizemos a reserva em um resort na região de Orlando, que fica no interior, longe de ambas as regiões costeiras.
– 5 dias antes da passagem do furacão: pegamos a estrada em direção a Orlando. Não pegamos engarrafamentos, pois foi antes das ordens de evacuação.
– durante os dias que precederam a chegada, ficamos acompanhando as diferentes tendências de rota, muitas delas apontando uma potencial passagem por Orlando… nunca mudamos de opção de refúgio.
– faltando um dia para a passagem do furacão, a previsão era que Tampa seria impactada e não Orlando…
– faltando 4 horas para a passagem do furacão: as previsões mudaram e apontaram para um impacto DIRETO, de um furacão de categoria 2, precisamente em nossa localização…
– o Furacão Irma nos atingiu à 1:05am da Segunda-feira, dia 11 de Setembro de 2017.
– apesar dos fortes ventos, nunca tivemos qualquer momento de risco ou insegurança, o local em que estávamos não sofreu qualquer dano e nem perdemos a energia elétrica.
– como a situação em Miami ficou mais complicada do que a de Orlando, permanecemos em nosso refúgio por mais alguns dias – podendo, inclusive, aproveitar a Disney – para só retornar quando já havia energia elétrica em nossa cidade.

DEPOIS DA TEMPESTADE…
A passagem de um furacão pode variar muito na sua duração: pode ser um evento de uma ou duas horas, como pode ser algo que perdure um dia inteiro. Por isso, é muito importante que você esteja preparado para ficar em seu hotel / casa / refúgio, por muito tempo… planejando em comprar alimentos não perecíveis, água, lanternas e pilhas. A passagem de furacões normalmente são seguidas por ordens de toque-de-recolher das autoridades locais – por favor, siga-as sem questionar.
Os grandes problemas, pós passagem do furacão, normalmente estão relacionados com a falta de eletrecidade – e a região de Miami costuma passar até duas semanas para colocar boa parte da cidade de volta ao normal.

 

Ponto Miami Dicas de Miami Furacões 001

 

 

Dicas de MiamiGuia de Miami

 

 

Tags: ,,,,,,,,,,,,,

Comments

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.

Visit us on Google+